A Festa da Redenção

A Festa da Redenção

“Fizeste crescer a nação e aumentaste a sua alegria; eles se alegram diante de ti como os que se regozijam na colheita, como os que exultam quando dividem os bens tomados na batalha. Pois, tu destruíste o jugo que os oprimia, a canga que estava sobre os seus ombros, e a vara de castigo do seu opressor, como no dia da derrota de Midiã. Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado, e o governo está sobre os seus ombros. E ele será chamado Maravilhoso Conselheiro, Deus Poderoso, Pai Eterno, Príncipe da Paz.” (Isaías 9.3-6).

Nascemos ao som de festa, muita festa. A ruptura com a verdadeira vida trocou o alegre som da festa de Deus pelo som triste e melancólico do pecado, da solidão e da morte. Um som vazio de sentido, despido do amor.

Jesus sentiu a amargura da melancolia infernal para trazer de volta à humanidade o som dos céus!

Na parábola do filho pródigo, o pai não se limitou a dizer: “Você está perdoado, pode voltar pra casa”. Não! O pai fez questão de encher o filho de beijos, deu a ele roupas novas, colocou no seu dedo um anel caríssimo e ofereceu uma grande festa.

E qual o motivo de tudo isso? O Pai não queria apenas dar o seu perdão. Ele queria que o filho soubesse que esse perdão era genuíno, sincero, definitivo e o seu retorno muito esperado. Desejava que o filho tivesse consciência de que a comunhão estava completamente restaurada.

Jesus devolveu ao nosso coração, a festa de Deus, a eterna festa que recomeçou na sua ressurreição, invadindo terra e céus e que continua pulsando no coração de cada filho de volta à casa do Pai.

Festa dos redimidos. Festa dos filhos. Festa digna das nações. Festa dos reis e sacerdotes. Festa do Reino. Festa de Deus. A Festa da Redenção!

Extraído do livro “A FESTA DA REDENÇÃO” | Manassés Guerra
Adquira o seu agora mesmo em nossa loja: www.manassesguerra.com/produto/a-festa-da-redencao/

No Comments

Give a comment