Ainda Não Subi Para Meu Pai

Ainda Não Subi Para Meu Pai

No conjunto dos rituais da Lei de Moisés, uma das ordenanças que deveria ser observada, determinava que durante a cerimônia ninguém podia tocar no sumo sacerdote, antes dele entrar no Santo dos Santos, sob o risco de contamina-lo, prejudicando assim a eficácia do sacrifício que ele deveria oferecer a Deus: “No entanto, somente o sumo sacerdote entrava no Santo dos Santos, apenas uma vez por ano, e nunca sem apresentar o sangue do sacrifício… Ninguém estará na Tenda do Encontro quando Arão entrar para fazer propiciação no Lugar Santíssimo, até a saída dele, depois que fizer propiciação por si mesmo, por sua família e por toda a assembleia de Israel.” (Hebreus 9.7 e Levítico 16.17). Semelhantemente, Jesus, o nosso Sumo sacerdote, cumpriu integralmente esta exigência e tornou evidente diante de todo universo a perfeição de sua obra.

Os olhos viram Deus rasgando o véu que proibia o ingresso para o Santo dos Santos no tabernáculo em Jerusalém – “E o véu do santuário rasgou-se em duas partes, de alto a baixo” (Marcos 15.38). Olhos testemunharam o Cordeiro sendo oferecido na cruz – “Mas Jesus, dando um grande brado, expirou.” (Marcos 15.37). E se olhos humanos testemunhassem o Cristo vivo, logo após a sua ressurreição, teriam que ver, ao mesmo tempo, o Sumo Sacerdote e o Cordeiro ressurretos da morte! E é exatamente isso que acontece e que fica registrado como testemunho da redenção. Alguém viu, e contou o que viu.

Enquanto Maria Madalena, ainda de madrugada, investiga a pedra removida do sepulcro”, ouve a voz do Mestre ressurreto: “Disse-lhe Jesus: ‘Maria!’ Ela, voltando-se, disse-lhe: ‘Raboni’, que quer dizer: Mestre. Disse-lhe Jesus: ‘Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai’” (João 20.16, 17 – ACF). Qual seria o motivo para que Maria Madalena fosse impedida de tocar o seu Mestre e amigo em um momento tão especial? Logo depois, na tarde daquele domingo, Jesus ordenaria que os discípulos o tocassem: “Vejam as minhas minhas mãos e os meus pés. Sou eu mesmo! Toquem-me e vejam…” (Lucas 24.39).

No evangelho de João está registrado: “E Jesus disse a Tomé: ‘Coloque o seu dedo aqui… Estenda a mão e coloque-a no meu lado…’” (João 20.27). Parece até uma contradição: Jesus repele Maria Madalena, impedindo-a de tocá-lo, e no mesmo dia permite ser tocado por seus discípulos. Jesus conclui a sua fala à Maria dizendo: “Vá, porém, a meus irmãos e diga-lhes: Estou voltando para meu Pai e Pai de vocês, para meu Deus e Deus de vocês” (v. 17). É como se dissesse: “Maria, preciso ainda terminar a obra que comecei. Logo estou de volta!”.

Jesus ainda não tinha subido ao céu, para apresentar-se como a justiça de Deus e o primogênito da nova criação. O tabernáculo celestial, modelo para santuário terreno construído por Moisés, aguardava-o com expectativa! Antes de qualquer coisa, Jesus deveria ir até o Pai – exatamente o Santo dos Santos sobre o qual o escritor aos hebreus relata em sua esplêndida epístola – “Pois Cristo não entrou em santuário feito por homens, uma simples representação do verdadeiro; ele entrou no próprio céu”. (Hebreus 9.24). Jesus de fato estava dizendo: “Maria, enquanto eu não subir para meu pai – na condição de Sumo Sacerdote – você não pode me tocar”. Mais tarde ele permitiu ser tocado pelos discípulos porque já tinha cumprido todas as exigências, para purificar para sempre o pecador.

O Filho adentrou os céus para também fazer a purificação do que fora contaminado desde a queda de Lúcifer e dos filhos de Deus, no Éden. O sangue do Homem perfeito, que magistralmente redimiu o homem caído, salvou o mundo, julgou Satanás e limpou os céus e toda criação da mácula da rebelião: “Portanto, era necessário que as cópias das coisas que estão nos céus fossem purificadas com esses sacrifícios, mas as próprias coisas celestiais com sacrifícios superiores.” (Hebreus 9.23).

Extraído do livro “A FESTA DA REDENÇÃO” | Manassés Guerra
Adquira o seu agora mesmo em nossa loja: www.manassesguerra.com/produto/a-festa-da-redencao/

Comment ( 1 )

  • Eliezer Alves Possati

    Maravilhoso esse texto, aprendo muito com você meu irmão …

    Grande abraço, continue avançando.

    Sucesso em Deus.

Give a comment