Deus e Você se Encontram em Cristo

Deus e Você se Encontram em Cristo

Jesus viveu a demonstração de um relacionamento com Deus, de pai e filho. Isso era possível para o Filho do homem porque ele tinha a mesma natureza do Pai. O seu espírito estava unido à Fonte.

Ponderando sobre o que alguns acreditam ser um paradoxo – o Senhor do Antigo Testamento e Jesus no Novo testamento – fico surpreso com o fato de que argumentações como esta corrompam a mente de muitos cristãos. Seja de forma sutil ou ao alcance dos nossos ouvidos, comentários macabros e obscuros são tecidos acerca do Criador. Doutrinas e tradições que mais parecem conversas de personagens infernais.

Não raramente, até mesmo o que ouvimos nos púlpitos ou nos círculos teológicos está contagiado com um teor tão desvirtuado que, não só aparta o espírito humano da luz do conhecimento de Deus, como também escraviza e obscurece a mente. Como consequência da ignorância, as Sagradas Escrituras tornam-se instrumento didático do Maligno, que elabora doutrinas inspiradas pelas trevas.

A Bíblia, que deveria ser compreendida como uma revelação progressiva de Deus, passa a ser vista como um livro de contradições. Justamente a Bíblia, que precisa ser entendida como a Palavra de Deus e o desenrolar do grande plano do amor do Deus único e verdadeiro, que ama e sofre por amar, cujo propósito essencial é trazer o homem de volta à verdadeira vida.

Que venha à luz a verdade! Jesus não é um antagonismo ao Deus do Velho Testamento. Ele é a demonstração do único e verdadeiro Deus em seu apogeu; o Senhor que desde os tempos antigos deu início a uma peregrinação de amor, cheia de conquistas pelo bem daqueles que tanto amou – “o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor!” (Marcos 12.29).

Colossenses 1.16, na versão A Mensagem, expõe assim a proeminência de Jesus: “… Tudo começou nele e nele encontra propósito”. Uma versão americana (NLT) apresenta com muita clareza Colossenses 1.19: “Porque Deus em toda sua plenitude se agradou em viver em Cristo”. Ainda a versão A Mensagem traz assim esse mesmo versículo: “Ele é tão sublime que tudo que é de Deus encontra um lugar apropriado nele, sem nenhum conflito.”

O Pai proveu um caminho para que você tenha como chegar sempre ao triunfo, à vida abundante e uma vida cheia do Espírito Santo. Sempre que você olha para Deus, por meio de Jesus, ele está amando você. E isto lhe faz correr para os seus braços. Cristo manifesta o desfecho de um plano arquitetado pelo amor incondicional, sacrificial e redentivo, do Santo e justo Deus que jamais poderia acolher, em si mesmo, o pecado e a iniquidade. E como disse o apóstolo Paulo, “tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo” (2 Coríntios 5.18). Jamais voltaremos a ser como antes! Em Cristo, fomos feitos justiça de Deus (v. 21).

Extraído do livro “A FESTA DA REDENÇÃO” | Manassés Guerra
Adquira o seu agora mesmo em nossa loja: www.manassesguerra.com/produto/a-festa-da-redencao/

Sem comentários

Postar uma resposta